18685
Firmantes

 

APOIO AO LANÇAMENTO DO CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO

APOIO AO LANÇAMENTO DO CORREDOR SUDOESTE IBÉRICO

Em 2003, os governos de Espanha e Portugal assinaram um acordo na Cimeira Ibérica na Figueira da Foz, posteriormente ratificada em 2004 pelo Parlamento e pela Comissão Europeia, na qual comprometeram-se a interligar Lisboa / Sines a Madrid através de uma nova Linha Ferroviária para mercadorias que entraria em funcionamento em 2008 e por meio de uma linha de alta velocidade para passageiros que entrava ao serviço em 2010 e que ambas as linhas faziam parte da rede transeuropeia de transporte básica (RTE-T).

Na ausência de acordos iniciais entre os dois Estados, e destes com a União Europeia, por várias razões e para priorizar outros objetivos, não há mais justificativas para que essa ligação não seja prioritária para os dois Estados, gerando esse atraso danos importantes para todos. Portugal e Espanha, mas também para toda a Rede Europeia.

Exigimos que os governos e parlamentos dos dois estados dei-a prioridade a esta conexão entre as duas capitais ibéricas e que todas as decisões necessárias sejam tomadas para que o seguinte roteiro possa ser cumprido:

2021: ligação ferroviária Lisboa-Madrid através de Caya.
2025: ligação ferroviária eletrificada completa entre Lisboa e Madrid.
2028: ligação de alta velocidade Lisboa-Madrid.

Acreditamos que Espanha e Portugal precisem melhorar suas relações e confiança mútua e que, ligadas, cooperando e unindo vontades perante a União Europeia e o Mundo, podemos ser mais fortes para enfrentar os desafios e as muitas incertezas que devem ser superadas num cenário global e hiperligado.

[your signature]

Assinar
18,685 signatures

Comparte esto con tus amigos:

   

últimas postagens
do blog

 

uma transformação
de efeitos imprevisíveis

 

Linhas de alta velocidade

e longa distância 2020

Isolamento de Sudoeste Ibérico

Situación de exclusión de extremadura

 horizonte 2021/2030

Corredor Sudoeste Ibérico

Corredor Sudoeste Ibérico

Proposta de roteiro

2020

TREINE DESSE AGORA!

  1. Reconhecimento e comprometimento dos investimentos em infraestrutura necessários para o Sudoeste Ibérico e sua incorporação nos planos de infraestrutura para os próximos anos.
  2. Desenvolvimento de um grupo de interesse privado permanente formalmente constituído e que garanta o monitoramento e a continuidade do desenvolvimento de redes de comunicação no sudoeste ibérico e na Europa.
  3. Os esforços e ações serão concentrados na linha Trem de alta velocidade e frete que constitui o eixo central do Corredor Ibérico do Sudoeste Ibérico com o seguinte roteiro:
      • TREM DESSA JÁ. Melhorias radicais na infraestrutura e nos serviços atuais na máxima extensão possível. Ações especiais nas seções que serão usadas nos próximos anos: PlasenciaMadrid, conexões com Puertollano, Sevilla y Huelva.
      • Promoção de ações que permitam a realização de trabalhos no comutar em alta velocidade PlasenciaNavalmoral de la MataTalavera de la ReinaPantoja/Toledo, para ser finalizado em 2023. Ações convencionais de melhoria de rede e eletrificação da jornada Talavera de la Reina Madrid.
      • Ações em infraestrutura e eletrificação da seção MéridaPuertollano.
      • Extensão do serviço atual da Talgo Madrid – Badajoz até Lisboa.
      • Conclusão da infraestrutura entre Badajoz e Plasencia com todo o características de Alta Velocidade.

2021

  1. Entrada em operação do trem de alto desempenho que permite a viagem Badajoz – Madrid em menos de 4 horas.
  2. Início de trens urbanos que permitem altas frequências de serviços nos eixos: PlasenciaZafra e Don Benito/Villanueva de la SerenaBadajoz.
  3. Início da operação da linha Lisboa ExtremaduraMadrid usando infraestruturas novas e antigas com melhorias.
  4. 2020 – 2022. Ações em infraestrutura e eletrificação de seção Mérida Puertollano.

2023

Conclusão da nova linha eletrificada de Évora para Caia e da nova ligação ferroviária de Sines.

2025

Eletrificação total LisboaMadrid.

2028

Conclusão e entrada em operação do serviço de Alta Velocidade entre Madrid y Lisboa. Com todas as infra-estruturas acabadas e características semelhantes ao resto da Rede Ibérica, é capaz de suportar os diferentes serviços necessários para viajantes e mercadorias.

 

Entidades motrizes

 

Associados

CONTATO

Scroll Up